quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Música, o sonho de um amigo.

Luiza Helena

A vida é plena de sonhos, alimento da alma, que fazem de nós seres únicos, criativos, crescemos enquanto sonhamos com as possibilidades... Sem sonhos a alma adoece, empalidece, fica triste ou amargurada; por isso eu digo e reafirmo, nunca deixe de sonhar, e não deixe seu sonho escondido, tão bem guardado, que nem mesmo, você o encontre quando quiser realizar.
Alimentar um sonho, fazê-lo crescer e aparecer, dá trabalho; é preciso acreditar, ninar, proteger, acalentar. É necessário tempo e dedicação pra fazê-lo florescer. Como um jardim que se prepara, antes da primavera cobrir sua vida de cores, muito trabalho, pra preparar a terra, retirar as pedras, adubar, semear, retirar as ervas daninhas que teimam em incomodar o crescimento daquele sonho pequenino como muda nova que precisa de carinho e cuidados. O seu sonho leva tempo, que só a natureza pode controlar, é preciso esperar, torcer, vibrar, aguar diariamente com perseverança e dedicação.
Ainda mais importante é a fase da colheita que será proporcional ao tempo e amor dedicados, ao cuidado na escolha das sementes, ao adubo fortalecedor da fé, crendo naquilo que não se vê, transformando sonhos em realidade, sementes em botões e finalmente colorindo seu olhar com as mais belas cores que se podem conhecer.
Uma coisa ainda preciso dizer, a melhor parte é o momento de ver outros olhos coloridos, brilhantes pela oportunidade de ver e compartilhar do seu sonho realizado. É como o mistério de amar e ser amado, simplesmente dar, sem esperar receber, ser livre e escolher acreditar.
Conheço uma pessoa que sonha, como muitos de nós sempre sonhamos e diante das dificuldades do dia-a-dia, guarda carinhosamente este sonho, como se acalenta um bebê frágil e inseguro.
Queria dizer pra esse amigo, não deixe seu sonho morrer, alimente-o com esperança e persistência. Cuide do seu sonho como uma preciosidade, uma jóia rara; mas, não deixe seu sonho guardado, como quem tem medo de vê-lo roubado. Os sonhos existem para ser concretizados, trabalhados, transformados...
Por isso hoje, eu trago uma pequena contribuição, deixo aqui a semente encontrada no acervo de um amigo. A música como o sonho nunca pode ficar escondida, ela tem o que dizer, ela fala ao coração, não posso negar que aguardo ansiosa e com paixão, pra ver e ouvir esta poesia florescer, colorindo o meu dia de amor e alegria. Uma letra que fala se sonhos e amores, talvez perdidos ou esquecidos que teima em marcar sua passagem no planeta.
Obrigada Paulo Henrique, creia no seu sonho...
"Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só; mas sonho que se sonha junto, é realidade." Raul Seixas

Se você quer
Saber aonde estou
É muito fácil
Ainda estou aqui

Mas olha só
Quanto tempo passou
Não mudei nada
Só envelheci

E um dia a gente poderia se encontrar
Pra falar coisas do tempo que a gente se conheceu
Não sei como eu deixei você partir pra não voltar mais
Nunca disse que te amo, você sabe, nem preciso falar

Te esquecer
Nem se eu tentasse
Eu te guardei
No meu coração

E é tão fácil
Gostar assim de você
Parece até
Que isso é paixão

A saudade que não se toca e insiste em ficar
Toda noite me procura acho que quer me namorar
Sei que ela só vai embora quando te encontrar
Nunca disse que te amo, você sabe, nem preciso falar

Se você quer
Saber pra onde vou
É muito fácil
Eu vou ficar aqui

Te esperando
E não vou desistir
Mesmo que o tempo
Demore a passar

Hoje à noite
Eu vou sonhar com você
E no meu sonho
Não vou te soltar

E vamos juntos
Pra outra estação
Pegar um trem
Até o pôr do sol

Um comentário:

PH disse...

Esse é um sonho que eu nunca vou desistir... depois te mando o final da letra. Bjuuuuuuuuu!