sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Hoje nem sei o que falar, mas no dia 27/12/2005 eu dizia...

Luiza Helena
"Hoje o dia amanheceu até bonitinho, mas logo apareceram aquelas nuvens cinza escuro, pra não dizer negras. Já perceberam como às vezes o dia parece cinza mesmo antes de chover?
Estou falando não só do tempo físico, temperatura e previsão do tempo; mas, do clima emocional. Meus sentimentos às vezes se parecem com a natureza, ou serão influenciados pela estação do ano?
No dia ensolarado, parece que fico um pouco mais alegre, aberta a novas experiências, com expectativas otimistas... Não sei como dizer... Quando estou triste, parece que vejo tudo à minha volta como se fosse cinzento, negativo. Se chover então...
Penso que às vezes esse fenômeno também acontece ao contrário, se estou meio triste, meio nervosa, ou meio alguma coisa, diversas outras coisas acontecem... Se não melhorar, piora tudo de uma vez. Não pensem que estou pessimista, mas especialmente sensível a perceber as nuvens cinzas do céu.
Entendo que a internet, ou blogosfera existe pra se colocar idéias, pensamentos, argumentos e discussões. Aproveitando, estou colocando aqui o que me perturba para não precisar mais pensar sobre isso. Estou esvaziando minha cabeça dos pensamentos "trouxas" que eu teimo em carregar comigo.
Sei que o mundo é colorido, cinzento, branco ou negro, dependendo de quem olha, e como olha. Concordo quando dizem que colhemos o que plantamos, mas às vezes gostaria de ter a sabedoria de reconhecer os tipos de semente, aprender a discernir as boas das ruins. Para não cometer duas vezes o mesmo erro de plantar espinho em vez de flores."

Será possível?

As flores e os espinhos se completam. Onde nasce a pedra, nasce também o inatingível, a beleza de uma tarde sertaneja, da correnteza da chuva que acabou de cair. Nada é só pedra, nada é só espinho. Disponível em: http://cultura-na-moda.blogspot.com/

Um comentário:

Edson Marques disse...

Luelena,


Você disse bem aquele dia, e disse hoje melhor ainda!


Seja escandalosamente feliz em 2008!



Abraços, flores, estrelas!