segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Podemos tentar ser amigos?

Ana Luiza de Jesus Alves

Eu sei que eu posso ser estranha.
Muitas vezes até maluca.
Pode me achar até sem noção,
Mas todo mundo merece uma chance.


Eu entendi que nada vai rolar,
Mas me deixa ser sua amiga.
Pode até ser legal
Me dá uma chance!


Não custa nada experimentar
Pois nada tens a perder
Pode apenas ter uma chance
De uma grande amizade fazer.


Me dá uma chance!
O que custa tentar?


Pode até ser que nunca funcione
Mas vale a pena tentar
Está tudo nas suas mãos
Vê se não deixa tudo escapar.


Depois não adianta chorar
Suas chances terão acabado
Paciência é de ouro
Mas não dura pra sempre.

Fonte: A utopia das palavras. Vol. 8. Brasília: Centro Educacional Sigma, 2008.

2 comentários:

Luiza Helena disse...

Nem preciso dizer que essa coruja sou eu mesma!
Eu aqui sonhando e treinando para um dia publicar um livro...
Minha filha está me passando a perna!

Edson Marques disse...

Luelena,

Belíssimo poema!

E quando o convite é tão ousado, tão profundo e delicado, vale a pena tentar!


Abraços, flores, estrelas..