sábado, 16 de agosto de 2008

Linguagem corporal

Se falasse, o quê meu corpo diria?
Não quero falar, muito menos ouvir.
Poderia aceitar o que meu corpo dissesse?
Será preciso meu corpo gritar?

Azia subindo e dizendo que não posso mais engolir?
Cabeça pulsando e parecendo que vai explodir?
Não posso mais suportar essa falta de amor ...
Angústia dizendo que não consigo...
O peito apertado gemendo ...
Parece que vou gritar!
Não consigo pensar!

Querido corpo, eu te ouço!
Pode falar devagarzinho.
Prometo te considerar.
Me leva pra dançar!
Não grita comigo!
Abraça carinhoso.
Posso te escutar.
Respeitar!
Aprender!
Amar!

2 comentários:

Graça Lopes disse...

"No rays from the holy heaven come down
On the long night-time of that town;
But light from out the lurid sea
Streams up the turrets silently-"...

Edgar Allan Poe...para a Luiza!...pelo prazer da sua poesia.

Grace Olsson disse...

amiga, o corpo fala e pouca gentepercebe.
Amar é tudo.beijos e dias felizes
http://eueorenascerdascinzas.blogspot.com/