quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Cuide-se Bem! Feliz 2009!


Composição: Guilherme Arantes

Cuide-se bem, perigos há por toda a parte

E é bem delicado viver de uma forma ou de outra
É uma arte como tudo

Cuide-se bem, tem mil surpresas a espreitar
Em cada esquina mal iluminada, em cada rua estreita
Em cada rua estreita do mundo

Prá nunca perder esse riso largo
E essa simpatia estampada no rosto (2x)

Cuide-se bem, eu quero te ver com saúde
E sempre de bom humor e de boa vontade
E de boa vontade com tudo

Prá nunca perder esse riso largo
E essa simpatia estampada no rosto (2x)


*************************

domingo, 28 de dezembro de 2008

Desejo...



Amor pra recomeçar

Composição: Frejat/Mauricio Barros/Mauro Sta. Cecília


Eu te desejo não parar tão cedo
Pois toda idade tem prazer e medo
E com os que erram feio e bastante
Que você consiga ser tolerante

Quando você ficar triste
Que seja por um dia, e não o ano inteiro
E que você descubra que rir é bom,
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor pra recomeçar
Pra recomeçar

Eu te desejo, muitos amigos
Mas que em um você possa confiar
E que tenha até inimigos
Pra você não deixar de duvidar
Quando você ficar triste
Que seja por um dia, e não o ano inteiro
E que você descubra que rir é bom,
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor pra recomeçar
Pra recomeçar

Eu desejo que você ganhe dinheiro
Pois é preciso viver também
E que você diga a ele, pelo menos uma vez,
Quem é mesmo dono de quem

Desejo que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor pra recomeçar

Eu desejo que você tenha quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor pra recomeçar.


****************************

Os Votos


de Sérgio Jockymann.


“Pois desejo primeiro que você ame e que amando, seja também amado.
E que se não o for, seja breve em esquecer e esquecendo não guarde mágoa.
Desejo depois que não seja só, mas que se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos e que mesmo maus e inconsequentes sejam corajosos e fiéis.
E que em pelo menos um deles você possa confiar e que confiando não duvide de sua confiança.
E porque a vida é assim, desejo ainda que você tenha inimigos, nem muitos nem poucos, mas na medida exata para que algumas vezes você interprete a respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo para que você não se sinta demasiadamente seguro.
Desejo depois que você seja útil, não insubstituívelmente útil mas razoavelmente útil.
E que nos maus momentos, quando não restar mais nada, essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante, não com que os que erram pouco, porque isso é fácil, mas com aqueles que erram muito e irremediavelmente.
E que essa tolerância nem se transforme em aplauso nem em permissividade, para que assim fazendo um bom uso dela, você dê também um exemplo para os outros.
Desejo que você sendo jovem não amadureça depressa demais,e que sendo maduro não insista em rejuvenescer,e que sendo velho não se dedique a desesperar.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e é preciso deixar que eles escorram dentro de nós.
Desejo por sinal que você seja triste, não o ano todo, nem um mês e muito menos uma semana,mas um dia.
Mas que nesse dia de tristeza, você descubra que o riso diário é bom, o riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra com o máximo de urgência, acima e a despeito de tudo, talvez agora mesmo, mas se for impossível amanhã de manhã, que existem oprimidos, injustiçados e infelizes.
E que estão estão à sua volta, porque seu pai aceitou conviver com eles.
E que eles continuarão à volta de seus filhos, se você achar a convivência inevitável.
Desejo ainda que você afague um gato, que alimente um cão e ouça pelo menos um João-de-barro erguer triunfante seu canto matinal.
Porque assim você se sentirá bom por nada.
Desejo também que você plante uma semente por mais ridículo que seja e acompanhe seu crescimento dia a dia, para que você saiba de quantas muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano você ponha uma porção dele na sua frente e diga: Isto é meu.
Só para que fique claro quem é o dono de quem.
Desejo ainda que você seja frugal, não inteiramente frugal, não obcecadamente frugal, mas apenas usualmente frugal.
Mas que essa frugalidade não impeça você de abusar quando o abuso se impor*.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra, por ele e por você. Mas que se morrer, você possa chorar sem se culpar e sofrer sem se lamentar.
Desejo por fim que,sendo mulher, você tenha um bom homem que sendo homem tenha uma boa mulher.
E que se amem hoje, amanhã, depois, no dia seguinte, mais uma vez e novamente de agora até o próximo ano acabar.
E que quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda tenham amor pra recomeçar.
E se isso só acontecer, não tenho mais nada para desejar”

Folha da Tarde - Porto Alegre - 30 de Dezembro de 1978

Fonte: Blog de Emílio Pacheco

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Feliz aniversário!

Neste dia By Luelena completa 3 anos de existência.
Tem sido uma experiência interessante...
Este espaço não é um diário, muito menos fonte de notícias.
Escrevo e compartilho meus pensamentos e sonhos.
Sei que as músicas que ouço e os sentimentos que me ocupam nem sempre são de interesse coletivo, mas tenho percebido que muitas pessoas se identificam com minhas dúvidas e reflexões.
No início em 2006 eu vivia triste e abatida.
Hoje, sou feliz por ter conhecido pessoas interessantes que hoje fazem parte de minha família virtual. Amigos que moram longe, mas que me visitam mais regularmente que os amigos "reais".
Sou grata, primeiramente a Deus por esta vida, e a todos que navegaram pelas minhas páginas repletas de lágrimas e divagações.
Desejo que neste próximo ano possamos compartilhar muito mais curiosidades e outras coisinhas mais.
Então, vamos celebrar!
Um grande abraço.

*******************
As Freneticas - Abra suas asas

Dancin Days - As Frenéticas


Composição: Nelson Motta / Rubens Queiroz

Abra suas asas
Solte suas feras
Caia na gandaia
Entre nessa festa!...

E leve com você
Seu sonho mais lou
Ou ou ou louco
Eu quero ver esse corpo
Lindo, leve e solto!...

A gente as vezes
Sente, sofre, dança
Sem querer dançar...

Na nossa festa
Vale tudo
Vale ser alguém
Como eu!
Como você!...

Abra suas asas
Solte suas feras
Caia na gandaia
Entre nessa festa!...

E leve com você
Seu sonho mais lou
Ou ou ou louco
Eu quero ver esse corpo
Lindo, leve e solto!...

A gente as vezes
Sente, sofre, dança
Sem querer dançar...

Na nossa festa
Vale tudo
Vale ser alguém
Como eu!
Como você!...

A gente as vezes
Sente, sofre, dança
Sem querer dançar...

Na nossa festa
Vale tudo
Vale ser alguém
Como eu!
Como você!...

Dance bem
Dance mal
Dance sem parar
Dance bem
Dance até
Sem saber dançar...(2x)

Na nossa festa
Vale tudo
Vale ser alguém
Como eu!
Como você!...(3x)

Dance bem
Dance mal
Dance sem parar
Dance bem
Dance até
Sem saber dançar...(4x)

Dance bem!
Dance mal!
Dance bem!
Dance até!...(4x)

Mas, dance bem
Dance mal
Dance sem parar
Dance bem
Dance até
Sem saber dançar...(4x)

Na nossa festa
Vale tudo
Vale ser alguém
Como eu!
Como você!...(4x)

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Aniversáriante do dia - Jesus


Quem é esse?

Letra e Música: Zazo
Vocal: Doca
Grupo Céu na Boca
CD Coisas de Amigo
Brasília, 1999.

Com voz de compaixão
E um brilho no olhar...
Eu vi a sua mão sobre mim
E ouvi o seu falar.


Quem é esse que me olha assim?
Quem é esse que me fala assim?
Quem é esse que me ama assim?
É JESUS.

...............................................

Amigos,


Que entre os preparativos para a festa, ceia e troca de presentes; guardemos um tempo pra celebrar o aniversariante do dia.
Respeitando as pessoas de culturas e credos diferentes, peço licença pra ressaltar a importância de Jesus nas nossas vidas. Seu nascimento é comemorado em tantas partes do mundo mais de dois mil anos depois.
Reconheço que o consumismo tem sido abusivo, mas ainda encontramos iniciativas que valorizam o verdadeiro sentido do Natal.
Não quero ficar fazendo discursos intermináveis...
Deixo alguns links que achei interessante:
- Meiroca conta a História do presépio.
- Pras crianças a história do Presépio - Canal Kids.
- Veja fotos e como fazer - Clube Amigos do Presépio.
- Enfeites ecologicamente corretos - Arte em Reciclar.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Ainda não sei o que eu quero da vida...

Caro leitor, boa noite!
Resolvi te escrever.
Estou um pouco confusa e preocupada, gostaria de ter certeza de que não estou perturbando você. Tenho um pressentimento de que tenho sido muito invasiva, não quero atrapalhar ou incomodar. Sinto que você leva uma vida muito ativa e ocupada, não tem tido tempo suficiente para usufruir das alegrias e dos prazeres de estar vivo.
Tenho também trabalho e ocupações, faço artesanato, ajudo minha família. Mas, sempre encontro um tempinho pra mim, principalmente nos últimos meses.
Buscar alguém e te encontrar Leitor tem sido uma experiência muito agradável, mas, tenho medo que se canse de mim antes mesmo de me conhecer.
Digo agora um pouco do que espero da vida:
Quero materializar meu interesse, sentimentos e desejos.
Quero ouvir vozes no meu ouvido, falando palavras de admiração e afeto, utilizando todos os sentidos. Aceito as críticas e sugestões, pois me fazem crescer e me tornar alguém melhor.
Quero saber onde realmente combinamos, quais as nossas semelhanças e diferenças, quero aprender coisas contigo, quero lhe contar histórias e compartilhar lembranças.
Quero participar da sua vida, e sua presença seja constante na minha também.
Quero viver o presente, o agora, o hoje, quero ser feliz hoje, aproveitar cada minuto, segundo de vida, cada respiração e ação. Quero saborear, degustar, provar, beber, sorver toda a alegria de estar viva.
Quero que você saiba o quanto é especial e o quanto pode contribuir para a felicidade das pessoas, mesmo as que estão à quilômetros de distância.
Quero desistir das desilusões do passado e não ficar aguardando ansiosa as possibilidades do futuro.
Quero viver cada dia como se fosse o último, e não me arrepender por não ter tentado ou experimentado a possibilidade de ser.
Quero ser amiga, amante, companheira, secretária, cuidadora, parceira; quero ser amada... Quero pertencer, quero saber que alguém me queira, me procure, me busque e me ache... Quero ser encontrada também, quero ser importante, necessária, integrante, indispensável...
Leitor, espero que não se assuste com meu desabafo, mas saiba que estou aproveitando para atirar fora todos os sentimentos e pensamentos, para que desocupem minha mente e me permitam começar amanhã outro dia, diferente, cheio de esperanças, cheio de desejos e sonhos.
Quero voltar a sonhar, mas preciso dormir para libertar meus pensamentos e sentimentos. Sinto que ainda estou muito presa, acorrentada a velhos tabus e medos do meu passado e venho lutando para conseguir alforria, libertação; gostaria que as mudanças acontecessem rápido, estou sem paciência para esperar, as noites são muito longas, e os dias curtos e corridos.
Às vezes, penso que nem deveria escrever textos cheios de discursos longos e confusos, mas acredito que estou escrevendo, pra mim mesma ouvir, ler, entender, coisas que povoam e correm pela minha cabeça...
Leitor me perdoe! Acho que estou usando você. Não se sinta menos especial e único por isso. Estou lhe confiando minha essência, minhas dúvidas e ilusões, deixando em suas mãos todas as palavras sem nexo que não me deixam adormecer. Lavo o teclado com minhas lágrimas de insegurança e dúvida, não se comova, nem precisa me responder...
Poderia estar escrevendo uma história de ficção cujos personagens pudessem transparecer minhas dúvidas e desilusões, mas não sei ainda como transcrever essas dores e amores para enredos que possam interessar outras pessoas.
Fico aqui pensando em quanto tempo você vai perder, lendo e tentando entender estas palavras perdidas na madrugada...
Espero que tenha bons sonhos e ao amanhecer, iniciar seu dia de trabalho e suor, tenha alguns minutos para pensar em mim como uma história boa que está iniciando assim, meio sem jeito, meio à toa, nesse "chove não molha", nesse bláblablá, e coisa e tal...


Beijos e abraços!
Feliz Natal para todos!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Reflexões

Estamos quase no fim do ano, e já estou envolta com minhas reflexões e questionamentos.
Nesta época sempre faço meu "balanço" pessoal. Verifico quais as resoluções do ano anterior consegui concretizar? Muitas vezes tenho a maior boa vontade pra modificar pensamentos e atitudes, mas acabo desanimando por uma série de motivos e circunstâncias que muitas vezes nem dependem da minha determinação. Não compreendo como deixo que essas "intercorrências" atrapalhem meu desejo de mudança e evolução. Pensando bem, pra esse negócio dar certo eu precisava fazer reflexões diárias, pra isso eu me utilizo de Algumas Perguntas que encontrei no blog MUDE do meu amigo Edson Marques.
Mas eu tomei a Liberdade de fazer umas pequenas Mudanças:

Quantas vezes hoje meditei sobre a Vida?
Quantos minutos dediquei à ginástica?
Quanto tempo hoje acariciei um corpo humano?
Quais os alimentos saudáveis que vou comer?
Tenho seguido o que me diz o meu maluco coração?
Quanta suavidade existe nos meus relacionamentos?
Quais são as coisas novas que aprendi hoje?
Quantas pessoas hoje abracei sinceramente?
Quantos livros estou lendo?
Quando foi o meu último orgasmo?
Quantas vezes hoje pensei no Amor?
Quantas vezes olhei no espelho e sorri?
Quanto prazer e alegria o meu trabalho proporciona?
Hoje, quais as coisas belas que vou criar e viver?
Já tomei um pouco de sol hoje?
Terei tempo de contemplar a lua e as estrelas?
Como está o meu Planejamento Estratégico Pessoal?
Como vai minha Liberdade?
Quais são os meus Sonhos?
O que é que Eu quero da Vida?

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Boa notícia


Um músico, um poeta, um amigo, enfim; um irmão esteve doente...
Hoje está muito bem Graças a Deus e está lançando seu livro.
"E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará:" Tiago 5:15a.


As crônicas e os Contos de Zazo são uma coletânea de histórias curtas. Algumas são crônicas narrativas. Outras, por serem mais densas, são contos. Todas abordam aspectos do cotidiano, a maioria na vida de pessoas cristãs. Você vai rir e chorar. Vai aprender mais sobre si mesmo e, talvez, encontrar-se, de alguma forma, nas histórias deste livro, que ensina por meio do entretenimento.

Quem quiser se deliciar com os "causos" do amigo Zazo, pode visitar o Mercado Evangélico.

Não Desista


Antes de você desanimar porque fracassou em alguma coisa, pense que somente alcança o sucesso quem insiste, apesar de tudo.
Fred Astaire, o famoso ator que encantou as telas do cinema dançando e fez mais de 40 filmes , ao fazer seu primeiro teste para o cinema, recebeu as informações de que não sabia atuar. Era careca, dizia o relatório, e ainda dançava pouco. Em 1950 ganhou um Oscar honorário e em 1970 em Prêmio UNICRIT, concedido no Festival de Berlim em reconhecimento à sua contribuição ao gênero musical
O professor de Enrico Caruso dizia que ele não tinha voz e não era capaz de cantar. Acreditando nisso, os pais de Enrico queriam que ele fosse engenheiro. Ele não desistiu e se tornou famoso cantor de Ópera, admirado até os dias atuais. Além de excepcional cantor também era um excelente cartunista.
Winston Churchill foi reprovado na sexta série. Somente se tornou primeiro ministro da Inglaterra depois dos 60 anos. Sua vida foi cheia de derrotas e fracassos. Mas ele nunca desistiu. Chegou a dizer um dia: "eu deixaria a política para sempre, se não fosse a possibilidade de um dia vir a ser Primeiro-Ministro." Conseguiu. E talvez poucos saibam: ele foi Prêmio Nobel de literatura em 1953, por suas memórias da segunda guerra mundial.
Walt Disney foi despedido pelo editor de um jornal por falta de ideias. Você pode imaginar tal coisa? Antes de construir a Disneylândia, foi à falência diversas vezes. Nunca desanimou.
Richard Bach teve recusado a sua história de dez mil palavras por 18 editoras. Era a história de uma gaivota que planava. Uma gaivota chamada Fernão Capelo Gaivota. Por não ter desistido, em 1970 a Macmillan publicou a história e em 5 anos vendeu mais de 7 milhões de exemplares, só nos Estados Unidos.
Rodin era considerado por seu pai como um idiota. Seu tio dizia que ele era um caso perdido. Por três vezes ele foi reprovado na admissão à escola de artes. Descrito como o pior aluno da escola, Rodin não desistiu e deu ao mundo maravilhas da escultura como o pensador, o beijo e filho pródigo. Chegou a ficar afastado do mundo das artes por dez anos, quando teve uma de suas obras recusada para exposição. Contudo, em 1900, em paris, foi lhe destinado um pavilhão inteiro para a mostra de 168 trabalhos seus.
Assim acontece com todos os que perseguem os seus sonhos, não se permitindo desanimar por fracassos, derrotas ou julgamentos precipitados.


Portanto, se você está a ponto de desanimar, pare um pouco e pense. Logo haverá de descobrir que ainda há muitas tentativas a serem feitas. Há muita gente a ser procurada, muitos dias a serem vividos, e muitas conquistas a alcançar.
Não há limites para quem acredita que pode atingir os seus objetivos, que pode concretizar os seus projetos.
Pense nisso e tente outra vez. E outra mais. Não se deixe abater por críticas, por experiências mal sucedidas.
Vá em frente. Tente de novo e verá que os seus esforços alcançarão êxito.
..............................................................

Com este texto estou propondo uma leitura interativa. O leitor passando o mouse sobre o texto vai encontrar links para páginas onde encontrará outras informações que podem ser interessantes para quem quer aprender mais. Se for tão curioso quanto eu vai aproveitar!
E quem tiver tempo pode ver mais em:

- Adoro Cinema
- Wikipedia
- Mensagens de otimismo
- Saber Cultural.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Voltei!

Paulinho Pedra Azul - Jardim da Fantasia


Jardim da Fantasia

Luciano Pacco
Composição: Paulinho Pedra Azul

Bem te vi, bem te vi
Andar por um jardim em flor
Chamando os bichos de amor
Tua boca pingava mel
Bem te quis, bem te quis
E ainda quero muito mais
Maior que a imensidão da paz
Bem maior que o sol
Onde estás?
Voei por este céu azul
Andei estradas do além
Onde estará meu bem
Onde estás?
Nas nuvens ou na insensatez
Me beije só mais uma vez
Depois volte prá lá.


Vocês querem ver mais e ouvir o bem-te-vi?
É só visitar a página
http://www.mrm.mendes.nom.br/bem-te-vi-2007-08-05-00.htm