quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Um amigo poeta escreveu

Meus dias sem juízo

Há dias em que tudo conspira contra mim:
chove apenas porque ansiava o sol e o mar
o trânsito engarrafa porque tenho pressa
qualquer olhar é uma ameaça
qualquer sorriso uma ironia
qualquer palavra uma afronta
nenhum café é forte e quente
nenhum carinho suficiente
nenhuma cerveja é suficientemente gelada,
nenhuma mulher é bela
não rio de nenhuma piada
há outros em que o clima não importa
nenhuma adversidade é intransponível
e sou até capaz de rir de mim
se me lembro dos meus dias sem juízo.

Fonte: Nas horas e horas e meias, blog do Fred Matos

Respondendo um Meme

Recebi da Alfandega do fim do Mundo, o Blog do Joeldo a seguinte tarefa:

1-Agarrar o livro mais próximo;
2-Abrir na página 161;
3-Procurar 5ª frase completa;
4-Colocar a frase no blog;
5-Repassar pra 5 pessoas.

O livro mais próximo é “Amor, liberdade e solicitude: uma nova visão sobre os relacionamentos.” de OSHO, tradução Leonardo Freire. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 2006. (venho tentando insistentemente terminar de ler este livro).
Na página 161 a 5ª frase [e subsequentes] diz:

"O dinheiro é algo muito estranho. Você pode acumulá-lo, e esse é o segredo mais estranho do dinheiro. Não se pode acumular laticínios, não se pode acumular hortaliças. Se uma comunidade tiver mais hortaliças, precisará dividí-las com outra que não tenha hortaliças suficientes. Mas o dinheiro pode ser acumulado. E, se uma comunidade fica mais rica do que outra, pela porta dos fundos surge a pobreza, a riqueza e todo o pesadelo do capitalismo, e as classes baixas e altas e o desejo de dominar. Se uma for rica, poderá escravizar outras comunidades. O dinheiro é um dos inimigos do ser humano."
Estou curiosa pra saber o que estão lendo os amigos virtuais:

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Também tenho segredos

  Segredos

by Frejat

Eu procuro um amor que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei
Nos seus olhos quero descobrir uma razão para viver
E as feridas dessa vida eu quero esquecer
Pode ser que eu a encontre numa fila de cinema,
Numa esquina
Ou numa mesa de bar.

Procuro um amor que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou até o fim
E eu vou tratá-la bem
Pra que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer os meus segredos

Eu procuro um amor, uma razão para viver
E as feridas dessa vida eu quero esquecer
Pode ser que eu gagueje sem saber o que falar
Mas eu disfarço e não saio sem ela de lá

Procuro um amor que seja bom pra mim
Vou procurar eu vou até o fim
E eu vou tratá-la bem
Pra que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer os meus segredos

Procuro um amor
Que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou até o fim.

Eu procuro um amor
Que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou até o fim.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Cuide-se bem!

Luiza Helena


Tenho o coração mole e não sei dizer não na hora certa.
Sofro as consequências das minhas escolhas.
O que acho mais difícil é que às vezes penso que nem tenho escolha.
Quem me conhece e já é "acostumado" com meu jeito de ser às vezes nem se dá conta que estou cansada e perdida, procurando uma nova maneira de ser, pra não ser usada e nem abusada.
Admiro as pessoas que conseguem impor limites claros e precisos.
Pessoas assertivas, bem resolvidas que conseguem dizer o que podem ou não fazer. Pessoas que não se deixam abusar.
Tem gente que acha essas pessoas difíceis ou até egoístas, mas eu tenho aprendido a duras penas que na verdade essas pessoas têm consciência de seus próprios limites e não se permitem invasões e abusos. Elas sabem se defender, sabem se cuidar bem.
Não fico me fazendo de vítima e muito menos reclamando, faço psicoterapia, busco ajuda, tento diariamente aprender um jeito de viver bem e me cuidar melhor. Não apenas da saúde física, alimentação e exercícios físicos; mas também preciso aprender a cuidar da minha saúde mental.
Não quero sentir a culpa por decepcionar familiares e amigos...
Quero me sentir livre pra dizer: não posso, não quero, me desculpe, sinto muito, infelizmente não vai ser possível...
Sou apenas humana, falível, vulnerável a fraquezas e erros.
Enquanto isso busco aprender a cuidar melhor de mim...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O que elas estão lendo?


Foi publicada minha sugestão de leitura no blog O que elas estão lendo!
Recomendei o livro "Na minha pele" da australiana Kate Holden.
Boas férias com boa leitura!

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Perseverança!

Pois bem!
Esta é minha primeira postagem de 2009.
Quero deixar minha palavra de ordem: Perseverança!
Alegria, bom humor e determinação são os ingredientes fundamentais deste ano.
Estou aqui, mais otimista que derrotista;
mais confiante que insegura;
mais sonhadora que antes.!

Buscando acima de tudo o equilíbrio:
entre céu e terra,
entre calor e frio,
entre cheio e vazio,
entre reto e curvilíneo...


Ouço a chuva martelando no telhado
tentando encontrar as palavras certas
pra rechear meu sonho neste sono que não vem.

Quem sabe se eu me deixar eu vou,
e se me for nem volte...

Será que poderei sentir
o brilho do seu sorriso se abrir?
tomara que antes da lágrima cair!

*******************************
Gilberto Gil - Estrela


Composição: Gilberto Gil

Há de surgir
Uma estrela no céu
Cada vez que ocê sorrir
Há de apagar
Uma estrela no céu
Cada vez que ocê chorar

O contrário também
Bem que pode acontecer
De uma estrela brilhar
Quando a lágrima cair
Ou então
De uma estrela cadente se jogar
Só pra ver
A flor do seu sorriso se abrir

Hum! Deus fará
Absurdos
Contanto que a vida
Seja assim
Sim
Um altar
Onde a gente celebre
Tudo o que Ele consentir