sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Somos apenas humanos!

Luiza Helena
Como será o amanhã?
O que o futuro me reserva?
Não sei... Quem sabe?...

Como eu podia ser tão volúvel?
Ontem mesmo, eu estava triste, desanimada,
sentindo minhas forças esgotadas,
cansada, sem esperanças.
Pensamentos negativos, atitudes pessimistas,
palavras de maldição, histórias de desânimo
e falta de amor.



Hoje é um novo dia,
novas oportunidades e novas experiências acontecem;
quando menos esperamos, um mundo novo se abre à nossa frente.
Se tivermos olhos para ver e ouvidos para ouvir
o chamado da vida humana que sonha e sofre,
adoece e se regenera,
amadurece e cresce como nova criatura.



O amor é cego,
mas enxerga com os olhos da alma,
não vê aparência,
mas percebe o melhor que há em cada pessoa.

Quando estamos doentes pela dor,
surdos pelas frustrações,
insensíveis aos nossos semelhantes,
temos apenas o consolo de pertencer
a uma raça humana carente e auto destrutiva,
prestes a consumir todos os recursos e
a destruir nosso planeta.

Quando amamos, passamos a ver as coisas mais coloridas,
percebemos as maravilhas da natureza,
sentimos a vida e o mundo de uma forma mais positiva.
Amando não vemos a face,
mas percebemos o coração,
mesmo reconhecendo que as pessoas são falhas,
e possuem fraquezas e defeitos.

Sob a influência do amor
somos capazes de perdoar,
decidimos aceitar as diferenças,
acolher as carências, temos misericórdia
e passamos a acreditar que dentro de cada um há um bem,
um talento.

Amando, possuímos um “algo mais”
que nos faz tão iguais, porém tão diferentes,
tão especialmente complexos e únicos:
Apenas Humanos!

terça-feira, 16 de outubro de 2007

O que é resiliência?

Resiliência é um conceito que se refere à propriedade de alguns materiais, de acumular energia quando exigidos ou submetidos a estresse, voltando em seguida ao seu estado original, sem qualquer deformação - como um elástico ou uma vara de salto em altura, que se verga até um certo limite sem se quebrar e depois retorna com força, lançando o atleta para o alto.
Resiliência para a física é, portanto, a capacidade de um material voltar ao seu estado normal depois de ter sofrido pressão.
A psicologia tomou emprestada essa imagem, definindo resiliência como a capacidade do indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas (choque, estresse ou trauma) sem entrar em surto psicótico.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Resiliência

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Fico aqui pensando com meus botões...

Luiza Helena
Quem sou?
O que vim fazer aqui?
Não sei quem, nem sei onde
Acho que estou perdida...


Me acostumo com a rotina,
Tolero relacionamentos doentes,
Me perco num mar de dúvidas
Rodopiando em mil possibilidades...


Confio e me arrependo,
Sou resiliente, persistente, não desisto facilmente
Recomeço novamente, insisto, nunca desisto
Fico tonta com tanta dificuldade...
Nem sei mais qual é minha prioridade!


Quero mudar, mas tenho medo do desconhecido!
Quero poder cantar a plenos pulmões, pra todos ouvirem:
"Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha,
Minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha
e não de quem quiser!"

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Dias melhores virão!

Luiza Helena

Eu queria escrever bem bonito
falando do amor que sinto
pela vida, pelo mundo e as pessoas


Queria minha mensagem distribuída
a todas as criaturas
que se consideram mau-amadas, infelizes,
queria que elas pudessem sempre
ter esperança que dias melhores virão.

Posso alimentar a esperança?
Ter certeza de que momentos melhores virão,
dias ensolarados e tranquilos,
com cheiro de flores e som de pássaros.

Gostaria de passear um dia
em um lugar cheio de verde por todos os lados,
ouvir o som suave de um pequeno riacho
que corre faceiramente pelo leito de pedras
sob a água transparente e limpa,
sentir o suave aroma de flores,
respirar o ar puro e fresco,
sentar à sombra de uma árvore caudalosa,
experimentar do fruto maduro e doce,
sentir a brisa soprar suavemente
as folhas e flores daquele imenso jardim.

Queria acordar alegre, tranquila e calma,
pronta para um novo dia,
que começa ao alvorecer.
Novo dia, nova chance de recomeçar,
perdoar, aceitar,
e viver cada dia como uma novidade,
cheio de surpresas, desafios e conquistas.

Queria escrever bem bonito
falando do grande amor que sinto
por Deus, pela vida, e as pessoas.
Queria minha mensagem distribuída
a todas as pessoas que se amam,
se perdoam, são felizes,
queria que elas pudessem sempre ter certeza que
Dias melhores virão!

terça-feira, 2 de outubro de 2007

O Poder da Gentileza

Adaptado do Livro O Poder da Gentileza de Rosana Braga


Ser gentil, nobre, generoso, delicado, gracioso, mimoso, agradável, aprazível, amável, cortês... Ter gentileza (qualidade ou caráter de gentil, ação nobre, distinta ou amável, amabilidade, delicadeza)...
Está difícil hoje em dia, não?
Nunca tivemos tanta "auto-estima" e tão pouca tolerância! Tanto "amor-próprio" e tão pouca gentileza! Tantos títulos de mestres e doutores e tão pouca sabedoria!
Queremos que as pessoas nos aceitem como somos, mas será que não andamos perdendo a capacidade de refletir, de mudar, de admitir nossos erros, de pedir perdão?
Gentileza tem mais a ver com inteligência e coerência que com educação! Não se trata de um comportamento para se ter ao sair de casa somente, mas de atitudes integradas ao corpo e ao coração, disponíveis especialmente para aqueles que convivem conosco dia-a-dia...
São eles que colocam em xeque a nossa capacidade de ser genuinamente gentil!
- De que maneira poderemos agir com gentileza nas situações ameaçadoras e hostis?
- Como não acumular dores e ressentimentos diante de insultos, do tom de voz agressivo, das incompreensões, das intransigências?
- Quem está determinando as suas ações, as suas escolhas, o seu modo de agir? Seu caráter, seus princípios, seus valores ou as circunstâncias?


"Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem;para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? Não fazem os gentios também o mesmo?"
Mt 5:43-47